Exportações Brasileiras aumentam 10,7% em julho

Exportações brasileiras aumentaram 10,7% em julho As exportações brasileiras em julho somaram US$ 23 bilhões com média diária de US$ 1,001 bilhão, resultado este 10,7% maior que o registrado no mesmo mês do ano passado (US$ 904 milhões). As importações foram de US$ 21,5 bilhões no mês, com resultado por dia útil de US$ 932 milhões. Houve queda de 5,5% neste resultado na comparação com julho de 2013 (US$ 987 milhões). Com estes resultados, houve superávit mensal de US$ 1,575 bilhão. Em julho do ano passado, a balança comercial brasileira registrou déficit de US$ 1,899 bilhão. Em entrevista coletiva para comentar os resultados, o diretor do Departamento de Estatística e Apoio à Exportação do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Roberto Dantas, registrou que este foi o quinto superávit mensal seguido registrado no ano e manteve a previsão de resultado positivo para a balança comercial em 2014, apesar de, no acumulado dos sete primeiros meses do ano, a balança registrar déficit de US$ 916 milhões. Dantas também notou que, nos dois últimos meses (junho e julho), as médias diárias das exportações brasileiras estiveram em patamares superiores a US$ 1 bilhão. “Estes dados mostram o dinamismo das exportações nos últimos dois meses”, considerou o diretor. Fonte: http://www.aeb.org.br/noticia.asp

Importar informática e telecomunicação fica mais barato

Redução da tarifa é temporária e vale apenas para bens sem produção nacional equivalente O governo federal editou nova regra tratando da redução, temporária e excepcional, da alíquota do Imposto de Importação, por meio do regime de ex-tarifário, para bens de capital e bens de informática e de telecomunicações sem produção nacional equivalente. Os critérios para a aplicação dessas determinações estão dispostos na resolução nº 66 do conselho de ministros da Câmara de Comércio Exterior (Camex), publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta sexta-feira, 15. As reduções terão vigência de até dois anos e poderão ser concedidas, exclusivamente, para bens novos, mas não será aplicável a "sistemas integrados". A Camex publicará, até o final de cada trimestre, resolução contendo a relação de ex-tarifários aprovados. A regra atenderá partes, peças e componentes, sem produção nacional, destinados à fabricação de Bens de Informática e de Telecomunicações (BIT), "quando verificada ou demonstrada a sua contribuição para implementação de outras políticas públicas com foco na agregação de valor à produção local". A redução não valerá para partes, peças e componentes automotivos, sem produção nacional, segmento atendido por outra norma, a resolução Camex 71/2010. Fonte: http://exame.abril.com.br/economia/noticias/importar-informatica-e-telecomunicacao-fica-mais-barato

Passo a Passo de um processo de importação

Às vezes, você deve se perguntar como ocorre o processo de importação, se tem muitas barreiras ou muita burocracia. Abaixo, listamos os passos mais comuns quando se operacionaliza uma importação. 1- Negociação com o fornecedor no exterior. 2- Feito isto, deve solicitar a fatura pró-forma ao exportador, fabricante e representante. Requerer também o NCM da mercadoria, que é conhecido em inglês como Harmonized Code ou Tariff Code. 3- Após receber a fatura pró-forma, contatar a sua empresa de comércio exterior para verificação da Licença de Importação Prévia. 4- Deve-se checar a forma de pagamento no pedido, à vista ou com prazo de pagamento. 5- Caso sua importadora informar que a mercadoria não possui Licença de Importação Pré-embarque, pode-se iniciar o processo. 6- Se a importadora informar que existe a exigência de LI (Licença de Importação), você deve solicitá-la e iniciar o processo somente após o deferimento da LI. 7- Solicitar uma cotação ao agente de carga e aguardar enquanto a mercadoria está sendo concluída. 8- Assim que a mercadoria estiver pronta, enviar ao exportador a Instrução de Embarque. Esta mesma Instrução de Embarque deve ser enviada ao agente de carga. 9- Caso a importadora não possua uma apólice aberta para segurar seus embarques internacionais, deve-se averbar o seguro. 10- Por fim, enviar todos os documentos para o despachante aduaneiro, que dará continuidade ao processo de importação. Algumas empresas atuam também no processo pós-negociação. Isto facilita o trabalho do importador, pois a principal função é focar nas compras e no gerenciamento do sistema. Fonte: http://www.linkmex.com.br/artigos/passo-passo-de-um-processo-de-importacao/
Tektrade International Ltda.

Rua 600, n. 109 - Centro 88330-630 Balneário Camboriú SC - Brasil

Fone SC: +55 (47) 3267-8200

Faça parte de nossa equipe.

Cadastre-se

Soluções seguras, práticas e de baixo custo em comércio internacional. Entre em contato conosco e saiba mais.

Entre em contato.